Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Esportes - JB na Copa

França supera Honduras e quebra tabu com brilho de Benzema

Portal Terra

Com ajuda da tecnologia e excelente desempenho do atacante Karim Benzema, do Real Madrid, autor de dois gols e mentor de outro, a seleção francesa venceu uma estreia de Copa do Mundo pela primeira vez em 16 anos. Neste domingo, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, a França fez 3 a 0 na frágil e truculenta Honduras para começar bem sua caminhada no Brasil.

A boa estreia francesa não chega a ser surpreendente, mas quebra um tabu incômodo: a última vez que começou uma Copa com vitória foi em 1998, ano em que acabou campeã. Depois, perdeu para Senegal em 2002 e empatou com Suíça e Uruguai em 2006 e 2010, respectivamente. Desta vez, contou com a estrela de Benzema, que fez dois gols e participou de outro, definido com auxílio de tecnologia.

Mais cedo pelo Grupo E a Suíça estreou com vitória sobre o Equador por 2 a 1, em partida disputada no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Na próxima rodada, ambos os times voltam a campo na sexta-feira. Os suíços enfrentam os franceses às 16h (de Brasília), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Já os hondurenhos encaram os equatorianos na Arena da Baixada, em Curitiba.

Pressão francesa e pênalti polêmico

Boa estreia francesa não chega a ser surpreendente, mas quebra um tabu incômodo
Boa estreia francesa não chega a ser surpreendente, mas quebra um tabu incômodo

Os hondurenhos ameaçaram complicar o jogo para a França no Beira-Rio, mas embora tenham começado bem, logo ficou claro que as limitações técnicas eram severas demais para causar uma “zebra”. Os franceses, aos poucos, foram crescendo de desempenho. Chegaram, por exemplo, a acertar a trave duas vezes no primeiro tempo. Primeiro aos 15min, em chute de Matuidi desviado pelo goleiro Valladares.

Aos 23min, Evra cruzou na da esquerda para Grizmann carimbar a trave também. O primeiro gol só se desenhou aos 43min, no entanto. E de forma polêmica. Pogba recebeu cruzamento dentro da área e acabou derrubado por Palácios, com quem se chocou no ar. O hondurenho alegou “jogo de corpo”, mas o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci interpretou diferente: deu o pênalti e, com o segundo amarelo, expulsou Palácios. Benzema foi para a cobrança e, com segurança, mandou a bola no canto esquerdo para abrir o placar.

Gol “tecnológico” e show de Benzema

França chegou ao terceiro gol aos 27min, mais uma vez com Benzema
França chegou ao terceiro gol aos 27min, mais uma vez com Benzema

Logo após o reinício do segundo tempo, o atacante apareceu bem mais uma vez: recebeu cruzamento de Debuchy e, dentro da área e em velocidade, tocou para o gol. A bola acertou a trave e voltou em direção ao goleiro Valladares, que não teve reflexos rápidos o suficiente: a bola tocou em sua mão e entrou no gol antes de ser retirada. Poderia ser uma nova polêmica.

Essa Copa do Mundo, no entanto, é a primeira com uso da tecnologia para determinar se a bola entrou ou não. No telão, todos os presentes no Beira-Rio puderam ver o tira-teima que mostra que, realmente, a bola cruzou a linha depois de tocar na mão do goleiro. A Fifa, no entanto, negou o gol ao atacante francês e deu gol-contra de Valladares, já que a bola saía do gol quando resvalou em sua mão e entrou.

Os hondurenhos, que jogavam com apoio maciço da torcida, passaram a abusar da truculência em campo e não chegaram a ameaçar a reação. A França chegou ao terceiro gol aos 27min, mais uma vez com Benzema. O lance começou em jogada ensaiada de escanteio, com a bola sendo tocada para chute de Mavuba na entrada da área. A bola desviou na zaga e sobrou na direita para o atacante, que chutou forte, cruzado e alto para ampliar.

Não faltaram oportunidades para os franceses transformarem a primeira vitória em estreia desde 1998 em goleada. O final da partida, no entanto, foi de ritmo mais lento, com muitos erros de finalização e, principalmente de passe. De forma tranquila e satisfatória, a seleção de Didier Deschamps concretizou o triunfo enquanto tentava escapar as entradas duras dos jogadores hondurenhos.

Tags: beira rio, copa do mundo, França, Honduras, porto alegre

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.