Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Esportes - JB na Copa

Sob grito de olé, Itália bate Inglaterra em jogo eletrizante

Portal TerraAllan Farina

Em partida eletrizante, sob o cruel calor amazônico, em um gramado de qualidade discutível na nova Arena Amazônia, em Manaus, e com gol de Mario Balotelli, a Itália conseguiu um resultado importantíssimo em sua estreia na Copa do Mundo. Com apoio maciço do torcedor brasileiro, o time superou as dificuldades para fazer 2 a 1 na Inglaterra, pelo Grupo D do Mundial.

Sobrou emoção na partida em Manaus, apesar da alta temperatura e da alta umidade do ar, que causaram câimbras e diminuíram o ritmo do jogo no final, e do gramado com alguns trechos ruins, embora aparentemente não tenha comprometido o espetáculo. Os italianos foram mais efetivos e, assim, conquistaram os brasileiros, que gritaram “olé” e comemoraram muito a vitória.

Sobrou emoção na partida em Manaus, apesar da alta temperatura e da alta umidade do ar
Sobrou emoção na partida em Manaus, apesar da alta temperatura e da alta umidade do ar

Mais cedo, a Costa Rica causou a primeira “zebra” da Copa ao abrir o Grupo D da Copa do Mundo com vitória por 3 a 1 sobre o Uruguai. Na próxima rodada, os uruguaios encaram os ingleses às 16h (de Brasília) da quinta-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP). No dia seguinte, italianos e costarriquenhos duelam às 13h, na Arena Pernambuco, no Recife (PE).

Empate em ritmo frenético

Os britânicos começaram melhor a partida na Arena Amazônia, em Manaus, e assustaram com chute de Sterling, aos 4min, e de Henderson, aos 6min. Aos 22min, Sterling cruzou e Welbeck só não marcou porque foi travado. Aos 24min, Barzagli se esticou e desviou cruzamento rasteiro que, mesmo assim, passou a centímetros da cabeça de Sturridge e evitou o gol.

Os italianos souberam se segurar atrás e, com poucas chances, conseguiram abrir o placar. Aos 35min, Pirlo recebeu passe da lateral após cobrança de escanteio e abriu as pernas para fazer o corta-luz; a bola sobrou para Marchisio, que teve tempo de ajeitar e bater rasteiro entre os zagueiros ingleses para acertar o canto direito de Joe Hart. A reação britânica, no entanto, foi rápida, e o empate veio 2min mais tarde.

Em jogada em velocidade pela esquerda, Rooney carregou a bola no campo de ataque e cruzou na medida para Sturridge, dentro da área, completar de primeira para o gol. O primeiro tempo ainda teve mais emoção. Aos 48min, Balotelli recebeu lançamento de Pirlo pela esquerda da área, escapou de Joe Hart e, sem opção e quase sem ângulo, arriscou direto para o gol, mas Jagielka saltou e, em cima da linha, afastou de cabeça. No minuto seguinte, Candreva acertou a trave ao chutar da intermediária

Gol de Balotelli e câimbras amazônicas

Treinadores foram obrigados a mexer nos times não apenas por necessidade tática
Treinadores foram obrigados a mexer nos times não apenas por necessidade tática

No segundo tempo, a partida esquentou ainda mais. Os ingleses ameaçaram a virada aos 4min, com chute de Sturridge e defesa de Sirigu. Aos 5min, no entanto, a Itália retomou a frente do marcador. Candreva recebeu na direita e cruzou na segunda trave para cabeçada certeira de Balotelli. A partir daí, os italianos passaram a jogar no contra-ataque e se preparam para suportar a crescente pressão inglesa.

Rooney quase marcou em chute rasteiro aos 9min. Aos 10min, Johnson recebeu passe na área e cruzou rasteiro, mas Verrati se esticou para fazer o corte. Aos 15min, Rooney fintou a marcação italiana dentro da área, mas errou a finalização. Sirigu salvou os italianos aos 19min, ao rebater chute forte de Barkley, da entrada da área. Com apenas Balotelli no ataque, a Itália aproveitava ao máximo a posse de bola.

Nos minutos finais, no entanto, o clima de Manaus começou a pesar. Com a alta temperatura e a alta umidade do ar, os times diminuíram o ritmo, e os jogadores começaram a sofrer com câimbras, principalmente os ingleses. Os treinadores foram obrigados a mexer nos times não apenas por necessidade tática: desgastados, os destaques Balotelli e Sturridge foram para o banco de reservas. Desta forma, a Itália confirmou sua primeira vitória.

Os ingleses tiveram cinco minutos de acréscimo para evitar a derrota, mas não tiveram fôlego para isso. Isso ficou evidente com os erros cometidos - incluindo uma cobrança de escanteio grotesca em Rooney mandou a bola direito pela linha de fundo. Aos 48min, Pirlo ainda deu a última emoção com cobrança de falta em que acertou o travessão.

Tags: clássico, copa do mundo, Inglaterra, itália, manaus

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.