Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Dezembro de 2014

Esportes - JB na Copa

México tem dois gols mal anulados, e torcida grita: "assalto"

Portal Terra

Cento e vinte minutos bastaram para o planeta comprovar que a arbitragem da Copa do Mundo está, de fato, aquém do esperado. Depois de Brasil x Croácia protagonizar pênalti polêmico e inúmeras reclamações ao árbitro Yuichi Nishimura na última quinta-feira, foi a vez de México x Camarões ter erros de arbitragem. E, nesta sexta, foram dois cruciais em um intervalo de apenas 19 minutos. A seleção mexicana teve dois gols legítimos mal anulados pelo colombiano Wilmar Roldán, assistido pelo bandeirinha Humberto Clavijo, ainda antes do intervalo da partida.

Logo aos 10min, Herrera fez cruzamento para Giovani dos Santos, livre na área, bater para o gol sem chances para Itandje. O impedimento foi marcado, mas, a repetição da televisão mostrou que o atacante mexicano estava na mesma linha da zaga adversária.

Aos 29min, novo erro. E que custou, novamente, um gol a Giovani dos Santos. Depois da cobrança de escanteio, a bola desviou na defesa camaronesa e sobrou para o atacante mexicano cabecear para o gol. O assistente marcou impedimento, mas nenhum dos centro-americanos que estava em posição irregular participou do lance. Além disto, foi o africano que triscou na bola.

Ainda houve outro gol anulado no primeiro tempo, mas desta vez a arbitragem acertou. Aos 15min, após cobrança de escanteio, Mbia cabeceou para dentro da área, e Eto'o apenas ajeitou para Choupo-Moting balançar as redes. A bandeira foi erguida, finalmente, de maneira correta.

Agora, em apenas dois jogos, a Copa do Mundo no Brasil já soma três erros claros de arbitragem. Além dos dois que prejudicaram o México, houve pênalti inexistente assinalado do zagueiro croata Lovren sobre Fred, que permitiu à Seleção Brasileira virar o jogo de abertura do torneio e ter mais tranquilidade para buscar o terceiro gol e a vitória por 3 a 1.

Curiosamente, o presidente da Comissão de Arbitragem da Fifa, Massimo Busacca, participou de encontro com jornalistas na manhã desta sexta-feira, em São Paulo, e, além de isentar o japonês Yuichi Nishimura do erro cometido no jogo do Brasil, garantiu: “os árbitros sabem que a responsabilidade é muito grande, e cada decisão tomada pode ter um impacto muito grande em cada partida. Por isso, preparam-se perfeitamente para a Copa do Mundo."

Tags: brasil, Copa, mexicanos, Mundo, seleções

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.