Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Esportes - JB na Copa

Neymar devolve camisa 10 decisivo à Seleção após 12 anos

Portal Terra

Releve que um dos gols saiu após pênalti inexistente sofrido por Fred. Releve a reclamação croata por expulsão em um lance em que Neymar acertou Modric e recebeu amarelo. A vitória brasileira por 3 a 1 sobre a Croácia também ficará marcada por uma estreia decisiva do atacante em uma Copa do Mundo. Mais do que isso, será lembrado como a volta de um camisa 10 decisivo à Seleção Brasileira.

Um jogador com esta numeração simbólica no futebol brasileiro não comemorava um gol em Mundiais desde 2002, quando Rivaldo dividiu com Ronaldo a responsabilidade de levar o País ao pentacampeonato. Neymar quebrou o tabu com dois gols na tarde desta quinta-feira e decidiu um jogo tenso e polêmico na Arena Corinthians.

A estreia de Neymar teve boa dose de nervosismo no primeiro tempo, ainda mais com o gol contra de Marcelo logo aos 11min. A tradução deste momento delicado veio em uma lance em que acertou Modric com o cotovelo. O camisa 10 disse que não viu a aproximação do croata e recebeu o amarelo, apesar da forte reclamação rival.

O relógio marcava 27min e pressionava uma estreia até então discreta do camisa 10. Mas um lance em que perdeu a bola, recuperada na sequência por Oscar, mostrou o que é esperado de um jogador com a sua fama. Ele avançou pelo meio e chutou não tão forte, mas colocado, com direito a toque na trave.

O 1 a 1 no placar deu tranquilidade para o Brasil buscar a virada no segundo tempo. Mas o jogo continuava complicado. Até Fred cair na área e o juiz dar pênalti, aos 26min. Como todo camisa 10 decisivo, Neymar colocou a bola na marca de pênalti e, com um susto pelo toque o goleiro na bola, fez o segundo. Oscar deu números finais nos acréscimos.

Com a missão cumprida, Neymar acabou substituído por Ramires perto do fim. Teve o nome gritado pelas arquibancadas e lidará no próximo jogo com a pressão de ser suspenso com novo amarelo. Diante de sua importância dentro do time, o atacante sabe que terá de controlar os nervos para manter o Brasil no rumo de um título que Pelé e Rivaldo têm em suas galerias como legítimos camisa 10.

Tags: brasileira, estreia, neymar, seleção, Vitoria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.