Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Juiz da derrota de 2010 dá 'mãozinha' em estreia do Brasil

Portal Terra

Yuchi Nishimura foi um dos principais personagens nesta quinta-feira da apertada vitória do Brasil sobre a Croácia, por 3 a 1, pela abertura da Copa do Mundo de 2014, na Arena Corinthians. O árbitro, 42 anos, está em seu segundo Mundial e havia apitado a eliminação brasileira diante da Holanda, por 2 a 1, pelas quartas de final da Copa da África do Sul, em 2010.

Na ocasião, o juiz nipônico foi muito criticado por ter permitido que os holandeses “abusassem” das faltas. Ele também expulsou o volante Felipe Melo após entrada no holandês Arjen Robben.

Em Itaquera, o japonês se “redimiu” e irritou os jogadores na Croácia. Ainda no primeiro tempo, ele deu um cartão amarelo para Neymar após atingir com o braço Luka Modric, mas o jogador da Croácia foi visto no intervalo conversando com a arbitragem reclamando da “punição branda”.

Aos 25min do segundo tempo ocorreu o momento mais polêmico do jogo - estava empatado por 1 a 1. O defensor Dejan Lovren se projetou por trás de Fred, e o atacante brasileiro valorizou e cavou o pênalti, marcado por Nishimura. Quase todos os 11 jogadores da Croácia em campo partiram para cima do japonês. Em seguida, Neymar converteu a cobrança e deu a vitória ao Brasil. 

Aos 36min do segundo tempo, o juiz acertou, mas foi pressionado de novo pelos croatas. Olic fez falta em Júlio César e os ex-iugoslavos colocaram a bola para dentro das redes, mas o gol foi bem anulado. Oscar definiu o placar final no final da partida, aos 45min. A Seleção irá conviver durante o Mundial com o estigma de ser acusado de contar com o apoio da arbitragem por ser o país-sede. Na história, Inglaterra (1966), Argentina (1978) e Coreia do Sul (2002) até hoje sofrem com piadas e rumores sobre o apoio da arbitragem nas Copas que receberam.

Tags: árbitro, brasileira, estreia, japonês, seleção

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.