Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

Esportes - JB na Copa

Criticado, Oscar justifica confiança de Felipão e é decisivo 

Portal Terra

Desde o amistoso contra a Sérvia, o meia Oscar viveu um calvário por parte da imprensa que, desconfiada com o seu desempenho desde o início da preparação para a Copa, pedia a entrada de Willian. Quem nunca deixou de confiar no jogador do Chelsea foi o técnico Felipão. O treinador da Seleção, que costuma sempre se dar bem com apostas arriscadas, parece ter acertado mais uma vez.

Ele comprou a briga quando indagado se não era hora de tirar o camisa 11 da equipe titular. “Mas por quem (Oscar foi criticado)?. Nem precisa perguntar porque eu já respondo. Quem escala sou eu. Não adianta Pedro, João, Juca dizer. Sou eu quem decido”. Seis dias depois de batalhar pelo seu meia, Felipão foi recompensado.

Oscar foi um ponto de desequilíbrio para a vitória da Seleção na estreia da Copa, por 3 a 1, contra a Croácia. No início da partida, o meia começou apagado como nos amistosos e falhou na cobertura da subida de Daniel Alves, na jogada que iniciou nos pés do ponta esquerda croata Olic e acabou no gol contra anotado por Marcelo.

Porém, o camisa 11 parece que foi ligado na tomada aos 21min do primeiro tempo. Depois de jogada excelente de Neymar, a bola sobrou livre para ele arriscar de longe. Se não fosse o goleiro Pletikosa seria um belo gol de empate para o Brasil. A partir do lance, Oscar passou a desequilibrar.

No primeiro gol brasileiro, anotado por Neymar, ele perdeu a bola e insistiu por duas vezes até conseguir ter o domínio dela de volta. Deu um passe curto para o camisa 10, que acabou chutando rasteiro no canto para igualar o marcador.

A incansável marcação do meia proporcionou mais boas jogadas para o Brasil do lado direito. No segundo tempo não foi diferente, o meia dominou as ações do lado direito e impediu que a Croácia explorasse a sua jogada principal na primeira etapa, as bolas em cima do lateral direito Daniel Alves.

Quando o jogo começava a ficar amarrado e a Seleção Brasileira sofria para criar jogadas mais incisivas para virar a partida, dos pés de Oscar se iniciou a jogada que acabou dando os três pontos para o Brasil. Em cima do lateral esquerdo croata, ele cruzou para Fred, o centroavante foi derrubado em lance duvidoso e o juiz marcou pênalti. Neymar desempatou.

A coroação da partida exuberante de Oscar veio nos acréscimos. Quando o time brasileiro sofria uma pressão absurda da Croácia, com Júlio César fazendo duas belas defesas, Oscar aproveitou roubada de bola de Ramires, arrancou livre pelo meio e com um chute de bico no canto direito de Pletikosa, decretou a vitória por 3 a 1, desabando em campo, sendo abraçado pelos colegas de equipe, lavando a alma e calando a alma daqueles que o criticavam.

Tags: brasileira, estreia, Oscar, seleção, Vitoria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.