Jornal do Brasil

Sábado, 26 de Maio de 2018 Fundado em 1891
Jazz

Colunistas - Jazz

Pianista de 22 anos ganha a 25ª Thelonious Monk Competition

Jornal do Brasil Luiz Orlando Carneiro

A competição anual do Thelonious Monk Institute of Jazz, aberta a jovens músicos de muito talento, é a mais importante no gênero, com prêmio de US$ 25 mil para o primeiro colocado, além de um contrato de gravação com o selo Concord.

O 25º aniversário do concurso internacional foi celebrado, na última segunda-feira, em noite de gala no Kennedy Center, Washington. E desta vez o ganhador — e certamente o new kid on the block — foi o pianista Kris Bowers, 22 anos, nascido em Los Angeles. Ele vive em Nova York desde 2006, está prestes a conquistar um master degree na célebre Juillard School of Music, e teve aulas particulares com Kenny Barron, Eric Reed e Frank Kimbrough.

Nos três primeiros anos, a Thelonious Monk Competition era exclusivamente para pianistas, e revelou os hoje consagrados Marcus Roberts, Ted Rosenthal e Bill Cunliffe, nesta ordem. A partir de 1990, foi aberta a especialistas em outros instrumentos (inclusive a voz), em sistema de rodízio.

Presidente Barack Obama recebeu Kris Bowers (D) e os outros dois finalistas (foto)

Dentre os músicos cujas carreiras decolaram a partir de suas escolhas pelos júris da instituição, sempre formados por mestres do jazz, destacam-se também os saxofonistas Joshua Redman (1991), Seamus Blake (2002) e Jon Irabagon (2008); os pianistas Jacky Terrasson (1993) e Eric Lewis (1999); a vocalista Gretchen Parlato (2004); o guitarrista Lage Lund (2005); e o trompetista Ambrose Akinmusire (2007).

Atuaram como juízes deste 25º concurso cinco sumidades da arte do teclado: Herbie Hancock, Ellis Marsalis, Jason Moran, Danilo Pérez e Renée Rosnes. Os segundo e terceiro colocados foram Joshua White, 26, de San Diego (California) e Emmet Cohen, 21, de Miami.

White teve formação clássica, desde bem cedo, e destacou-se mais recentemente à frente de seu Modern Music Project, um conjunto integrado por Anthony Smith (vibrafone), Tommy Holladay (guitarra) e Duncan Moore (bateria). O pianista mantém ainda um quarteto com Jason Robinson (saxes), Rob Thorsen (baixo) e Moore.

Cohen, menino prodígio, foi aceito pela Manhattan School of Music quando tinha 10 anos, e lá se formou em piano clássico. Retornou a Miami para completar os estudos na Frost School of Music da Miami University. Em junho último, ganhou o Downbeat Student Award nas categorias de solista e de pequeno conjunto. Recentemente, lançou o CD In the element (Bada Beep music), no comando de um trio com Rodney Green (bateria) e Joe Sanders (baixo).

Em nome dos jurados, Renée Rosnes afirmou que os três finalistas são “fenomenalmente talentosos”, que cada um deles tinha uma contribuição única a apresentar, e que podem apostar em “grandes carreiras musicais”. Na manhã seguinte ao concerto de gala — estrelado por Aretha Franklin, Wayne Shorter e Herbie Hancock — Kris Bowers, Joshua White e Emmet Cohen foram recebidos pelo presidente Barack Obama, para cumprimentos e foto, no Salão Oval da Casa Branca. 



Tags: Obama, jazz, kris bowers

Compartilhe: