Jornal do Brasil

Sábado, 18 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Assessor de segurança de Macron é acusado formalmente após má conduta em protesto

Jornal do Brasil

Um dos principais assessores de segurança do presidente da França, Emmanuel Macron, foi acusado formalmente depois que um vídeo mostrou que ele havia agredido um manifestante em um protesto. As acusações múltiplas contra Alexandre Benalla incluem violência, interferência no exercício do cargo público e exibição pública não autorizada de insígnias oficiais.

O vídeo divulgado pelo jornal Le Monde na quarta-feira provocou a primeira grande crise política para Macron desde que ele assumiu o cargo no ano passado. Legisladores e oponentes políticos do presidente questionaram por que Benalla não foi demitido quando autoridades presidenciais souberam do espancamento meses atrás.

A gravação mostra Benalla, que não é policial, usando um capacete da polícia no protesto de 1º de maio. Cercado pela polícia antimotim, ele brutalmente arrastou uma mulher da multidão e depois bateu repetidamente em um jovem manifestante no chão. O homem pode ser ouvido no vídeo implorando a Benalla para parar.

O palácio presidencial iniciou o processo para demitir Benalla na sexta-feira, e investigadores fizeram buscas em sua casa no sábado. O gabinete de Macron disse que Benalla deveria estar acompanhando os oficiais ao protesto de maio como observador.

O gabinete do presidente tem sido alvo de críticas desde que revelou que sabia sobre o ataque antes da semana passada. Benalla inicialmente recebeu apenas uma suspensão de duas semanas e ainda tinha um escritório no palácio presidencial dois meses após o espancamento. Fonte: Associated Press.



Compartilhe: