Jornal do Brasil

Terça-feira, 17 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Mattis visitará a China em meio a tensões estratégicas

Jornal do Brasil

O secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, fará sua primeira visita à China nesta semana, em meio a crescentes tensões entre os dois países, mas também no contexto de uma profunda necessidade do apoio de Pequim nas negociações nucleares com a Coreia do Norte.

Mattis disse aos repórteres neste domingo que quer "medir" as ambições estratégicas da China depois de posicionar armas em ilhotas disputadas no Mar do Sul da China e tentar projetar seu poder militar nas profundezas do Pacífico.

Em uma viagem de quatro dias que também incluirá a Coreia do Sul e o Japão, o chefe do Pentágono também espera confirmar o compromisso da China de pressionar a Coreia do Norte a abandonar suas armas nucleares depois das negociações históricas entre o presidente Donald Trump e Kim Jong Un em Singapura no começo de junho.

Os Estados Unidos, a China, o Japão e a Coreia do Sul "têm um objetivo comum: a desnuclearização completa, irreversível e verificável da península coreana", disse Mattis.

Em Pequim entre terça e quinta-feira, Mattis se reunirá com autoridades de defesa chinesas. Depois, ele viajará para Seul para conversar com seu colega sul-coreano, Song Young-moo, e em seguida fará uma parada na sexta-feira no Japão para encontrar o ministro da defesa, Itsunori Onodera.

Com essas reuniões, o governo americano pretende tranquilizar os dois aliados de que o compromisso de defesa regional de Washington permanece inalterado depois que Trump anunciou em 12 de junho que os EUA suspenderiam um grande exercício militar conjunto na Coreia do Sul após sua reunião com Kim.

ph/mdl/cc

Agência AFP


Compartilhe: