Jornal do Brasil

Terça-feira, 17 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Rússia faz primeiros ataques aéreos no sul da Síria desde a trégua de 2017

Jornal do Brasil

A Rússia bombardeou áreas controladas pelos rebeldes no sul da Síria neste sábado, pela primeira vez desde que fechou um acordo de cessar-fogo há quase um ano, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Vinte e cinco ataques atingiram localidades controladas pelos rebeldes na zona leste de Deraa, província do sul da Síria que foi alvo de crescentes bombardeios do regime nos últimos dias antes de uma previsível ofensiva por terra.

"Intensos bombardeios russos estão atingindo localidades na zona leste de Deraa pela primeira vez desde que se concluiu um acordo de cessar-fogo no sul da Síria no ano passado", disse o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

A ONG, com sede no Reino Unido, não informou sobre possíveis mortos.

Em julho do ano passado, Rússia, Estados Unidos e Jordânia decidiram criar uma zona de distensão em partes controladas pelos rebeldes no sul da Síria para que as hostilidades na zona chegassem ao fim.

Desde então, os aviões de guerra de Moscou, que atuam na Síria desde 2015, não haviam bombardeado posições rebeldes no sul.

A violência, entretanto, aumentou nesta semana, em um momento em que as forças governamentais sírias pretendem recuperar o sul militarmente.

As forças leais ao presidente Bashar al Assad começaram a intensificar seus bombardeios aéreos e disparos de artilharia na área na terça-feira e pelo menos 19 civis morreram desde então nas zonas controladas pelos rebeldes, segundo o OSDH.

Pelo menos 19 civis morreram desde então nas zonas controladas pelos rebeldes, segundo o OSDH.

Por sua vez, as forças do regime sírio ganharam terreno neste sábado frente aos rebeldes na província de Deraa.

"As tropas do regime avançaram na região, nas localidades de Al Butsan e Al Shumaria", havia informado neste sábado o Observatório.

A agência de notícias oficial Sana também informou sobre o avanço das tropas do regime no leste de Deraa.

Segundo essa fonte, os disparos de morteiro dos rebeldes mataram dois civis, incluindo uma criança, na zona sob controle governamental da cidade de Deraa.

Após ter conquistado a capital Damasco, o exército se concentra no sul do país, onde os rebeldes continuam controlando a maior parte do território das províncias de Derra e Suwaida.

Esta estratégica região fica perto das Colinas de Golã, parcialmente ocupadas por Israel desde 1967.

O regime perdeu oito de seus membros nos confrontos do sábado com os rebeldes, elevando para 13 suas perdas desde terça-feira, também segundo a OSDH.

Mais de 12.000 sírios fugiram da província de Deraa nos últimos dias.

mjg/pvh/sgf/cc

Agência AFP


Compartilhe: