Jornal do Brasil

Segunda-feira, 23 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Melania Trump quer acordo para evitar separação de famílias de imigrantes

Jornal do Brasil

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, revelou neste domingo que seu marido, Donald Trump, "detesta" ver crianças separadas de seus pais que imigraram ilegalmente para o país, e defendeu uma acordo bipartidário para reformular as leis migratórias.

O governo em Washington informou na sexta-feira que a nova política de tolerância zero na fronteira com o México conduziu, a partir de meados de abril, a que 2 mil crianças fossem separadas de seus pais, detidos por estar ilegalmente nos Estados Unidos.

"A senhora Trump detesta ver crianças separadas de suas famílias e espera que os dois lados do Congresso possam finalmente elaborar uma reforma migratória bem sucedida", disse à CNN Stephanie Grisham, diretora de comunicação da primeira-dama.

"Ela acredita que o país deve impor o respeito à lei, mas também é preciso governar com o coração".

"Não queremos ver bebês arrancados das mãos de seus pais", disse neste domingo à rede NBC Kellyanne Conway, assessora de Donald Trump.

O presidente acusa os democratas por esta situação envolvendo as famílias de imigrantes ilegais, e defende uma ampla reforma migratória para acabar com o problema.

"Pelo menos uma vez, os democratas poderiam contribuir para uma solução sobre esta separação forçada das famílias na fronteira trabalhando com os republicanos visando uma nova lei", escreveu Trump no sábado no Twitter.

A norma de separar as famílias imigrantes é implementada pelas autoridades fronteiriças americanas para dissuadir núcleos familiares estrangeiros de tentar entrar clandestinamente no país, junto com seus filhos menores de idade.

fff/lr

Agência AFP


Compartilhe: