Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Luis Posada Carriles, ex-agente da CIA e anticastrista, morre aos 90 anos

Jornal do Brasil

O conhecido anticastrista Luis Posada Carriles, que trabalhou para a CIA e era apontado por Havana como o responsável pelo atentado contra um avião cubano em 1976, faleceu nesta quarta-feira os 90 anos, anunciou seu advogado.

Posada Carriles, que enfrentava um câncer na garganta, morreu em sua residência de Miramar, ao norte de Miami, confirmou à AFP o escritório do advogado Arturo Hernández.

Nascido em Cuba em 15 de fevereiro de 1928, Posada Carriles tentou diversas vezes assassinar Fidel Castro. Participou em 1961 no desembarque na Baía dos Porcos, que tinha como objetivo derrubar o governo castrista.

Em 1976, Posada Carriles e Orlando Bosch (já falecido) foram detidos em Caracas pela polícia venezuelana, acusados de organizar um atentado contra um avião da companhia Cubana que matou as 73 pessoas a bordo, em sua maioria cubanas. A aeronave caiu poucos minutos depois de decolar de Barbados.

Posada Carriles fugiu de uma prisão venezuelana em 1985, quando aguardava uma sentença pelo atentado, e se mudou para Miami.

Desde então, Venezuela e Cuba exigiam de Washington a extradição do cubano para que respondesse pelo ataque, mas a justiça americana rejeitou os pedidos, alegando que o acusado poderia ser torturado nestes países.

Cuba também atribui a Posada Carriles, que trabalhou para a CIA nas décadas de 1960 e 1970, uma série de atentados com bombas a hotéis de Havana em 1997. Um italiano morreu nos ataques.

Em 2015, o anticastrista sofreu várias fraturas em um acidente de trânsito em Miami.

Agência AFP


Tags: atentado, cuba, câncer, eua, história, saúde

Compartilhe: