Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Ao menos 28 combatentes pró-regime sírio morreram em Hama

Jornal do Brasil

Ao menos 28 combatentes pró-regime morreram nas "violentas explosões" que sacudiram na sexta-feira um aeroporto militar sírio na província de Hama, no centro do país, anunciou neste domingo (20) a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"O balanço poderia se agravar porque há dezenas de feridos, alguns deles em estado crítico", disse à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

O OSDH havia informado na sexta-feira um balanço de 11 mortos.

Abdel Rahman detalhou que pode haver estrangeiros entre as vítimas porque os combatentes mobilizados pelo Hezbollah libanês e Irã, dois aliados do regime de Bashar al-Assad, estavam presentes nesta base.

Entretanto, um centro de operações conjuntas das forças regionais aliadas ao regime desmentiu essa possibilidade afirmando, em um comunicado publicado por um meio de comunicação do Hezbollah, que não havia "nenhum conselheiro militar" no aeroporto e tampouco "forças do Irã ou de outro lugar".

"Violentas explosões" sacudiram na sexta-feira os hangares de um aeroporto militar do regime de Bashar al-Assad na província de Hama, no centro da Síria. O OSDH fez alusão a um possível "problema técnico".

A agência de notícias oficial Sana também informou de "explosões" perto de um aeroporto de Hama, sem detalhar suas causas.

Nas últimas semanas, Israel realizou muitos bombardeios aéreos contra alvos militares do regime na Síria, mas também contra objetivos apresentados como iranianos.

O Irã, inimigo de Israel, é um aliado fundamental do regime de Damasco.

bek-mjg/bpe/acc/age/cb

Agência AFP


Compartilhe: