Jornal do Brasil

Terça-feira, 22 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Arábia Saudita reivindica morte de líder político da rebelião huthi no Iêmen

Jornal do Brasil

A Arábia Saudita reivindicou a morte do líder político dos rebeldes huthis no Iêmen, Saleh al Sammad, em um ataque aéreo em 19 de abril na província de Hodeida (oeste), em uma mensagem no Twitter do embaixador saudita nos Estados Unidos.

A Força Aérea saudita atacou o número dois da linha de comando dos huthis "apoiados pelo Irã", Saleh al Sammad, escreveu o embaixador Khalid Bin Salman.

O líder rebelde havia declarado recentemente que 2018 seria "o ano dos mísseis balísticos" contra o reino saudita, completou o diplomata.

"A resposta foi um ataque direto dirigido pelo ministro da Defensa" Mohammed bin Salman, príncipe herdeiro da Arábia Saudita", afirmou o embaixador.

Khalid bin Salman é irmão de Mohammed bin Salman, ambos filhos do rei saudita.

Na segunda-feira, os huthis anunciaram a morte de Saleh al Sammad, alegando que ele "caiu como um mártir" ao lado de seis companheiros de armas em um bombardeio saudita.

O líder da rebelião, Abdel Malek al Huthí, prometeu vingar sua morte, afirmando que "o crime não ficará impune".

bur-ras/ib.zm/fp

Agência AFP


Compartilhe: