Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Preso no México fundador de seita que marcava 'escravas' sexuais

Jornal do Brasil

Um "guru" de autoajuda americano que fundou uma sociedade secreta que marcava suas iniciais em escravas sexuais foi preso no México, deportado para os Estados Unidos e acusado de tráfico sexual e trabalho forçado.

Keith Raniere, de 57 anos, fundador da organização de autoajuda "NXIVM", criada há 20 anos e baseada em Albany, Nova York, foi preso no domingo em uma casa de luxo em Puerto Vallarta e deportado para os Estados Unidos, informou nesta segunda-feira a promotoria do distrito leste de Nova York.

Raniere, conhecido também como "The Vanguard", comparecerá na terça-feira perante um juiz federal do Texas.

"Raniere mostrou um abuso de poder nojento em seus esforços para denegrir e manipular mulheres que considerava suas escravas sexuais", disse o chefe do FBI em Nova York, William Sweeney, em um comunicado.

"Participou de atos horríveis para marcar e queimar duas delas. (...) Hoje estamos pondo fim a esta tortura", acrescentou.

Ele pode ser condenado a um mínimo de 15 anos de reclusão e a um máximo de prisão perpétua.

Com a NXIVM, que opera nos Estados Unidos, México, Canadá e América do Sul, Raniere liderava oficinas de autoajuda desde 1998. 

Com um séquito de 15 a 20 mulheres com as que tinha relações sexuais, é acusado de criar em 2015 um pequeno grupo ultrassecreto chamado "DOS", totalmente integrado por mulheres e com vários níveis de "escravas" e "amas".

Em cerimônias, "muitas das vítimas do DOS foram marcadas em sua região púbica com uma caneta cauterizadora em um processo que leva de 20 a 30 minutos", disse um agente do FBI encarregado da investigação.

Após a renúncia pública de uma "escrava" do DOS e a publicação de um artigo do New York Times em outubro passado sobre a sociedade secreta, Raniere fugiu para o México com uma "herdeira", e se suspeita que vivia em Monterrey, onde a NXIVM tem um centro.

Agência Brasil


Tags: autoajuda, escravas, guru, prisao, seita

Compartilhe: