Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

ONG síria denuncia dezenas de casos asfixia em Ghuta Oriental

Jornal do Brasil

Dezenas de casos de asfixia foram diagnosticados após os bombardeios aéreos do regime sírio e de sua aliada Rússia no reduto rebelde de Ghuta Oriental, anunciou nesta quinta-feira a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), enquanto médicos citaram um possível ataque químico.

Na quarta-feira à noite, pelo menos 60 pessoas sofreram dificuldades respiratórias nas localidades de Saqba e Hamouria, após os bombardeios, informou o OSDH.

De acordo com a ONG, os bombardeios foram realizados pelas aviações do regime sírio e da Rússia, aliada de Damasco, que negou bombardear Ghuta Oriental.

Funcionários de um hospital da região afirmaram que trataram pelo menos 29 pacientes que apresentavam sintomas de exposição a gás de cloro, informou a Sociedade Médica Sírio-Americana (SAMS), uma ONG que apoia os centros médicos da Síria.

Mais de 900 civis morreram em Ghuta Oriental desde o início, em 18 de fevereiro, da violenta ofensiva do governo sírio contra o reduto rebelde, que fica nas proximidades de Damasco.

Agência AFP


Tags: conflito, guerra, segurança, síria, território

Compartilhe: