Jornal do Brasil

Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Itália prende mais 2 nigerianos em caso de jovem desmembrada

Suspeitos respondem por homicídio e ocultação de cadáver

Jornal do Brasil

A Justiça da Itália determinou nesta quarta-feira (14) a prisão de mais dois nigerianos suspeitos de envolvimento na morte de Pamela Mastropietro, jovem de 18 anos cujo corpo foi encontrado desmembrado em Pollenza, no centro do país.

    Desmond Lucky, 22 anos, e Lucky Awelima, 27, se juntam a Innocent Oseghale, que já havia sido detido. Lucky, acusado de tráfico de drogas, nega ter estado na casa onde vivia Oseghale, tido pelos investigadores como local do crime.

    Segundo a polícia, ele forneceu uma dose de heroína a Mastropietro em 30 de janeiro, na residência de Oseghale. Ela era viciada em drogas e havia acabado de deixar uma clínica de reabilitação. Ainda não se sabe o que aconteceu em seguida, até o corpo da vítima ser encontrado em duas malas jogadas na beira de uma estrada.

    Os três nigerianos são investigados por homicídio, vilipêndio e ocultação de cadáver. No entanto, os investigadores não conseguiram descobrir se Mastropietro foi assassinada ou morreu de overdose.

    Um quarto nigeriano também é investigado, por supostamente ter colaborado para o crime, mas é mantido em liberdade. O caso Mastropietro provocou comoção em toda a Itália e motivou um atentado do militante de extrema direita Luca Traini, que disparou contra seis imigrantes negros em Macerata. Nenhum deles tinha relação com a vítima ou os acusados.

    A morte da jovem de 18 anos também dominou o debate para as eleições legislativas de março nas últimas duas semanas.



Tags: italia, justiça, morte, nigerianos, policia

Compartilhe: