Jornal do Brasil

Domingo, 22 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Americano é acusado de pagar suborno a funcionário de empresa nuclear russa

Jornal do Brasil

Ex-chefe de uma empresa de transporte dos EUA, Mark Lamber foi indiciado por supostamente subornar um funcionário da empresa de energia atômica russa para garantir contratos de enriquecimento de urânio, de acordo com o Departamento de Justiça em comunicado.

"As acusações decorrem de um suposto esquema para subornar Vadim Mikerin, um funcionário russo da JSC Techsnabexport (TENEX), uma subsidiária da Companhia Estatal de Energia Nuclear da Rússia (Rosatom) e o único fornecedor e exportador de serviços de enriquecimento de urânio da Federação Russa para empresas de energia nuclear em todo o mundo. O objetivo era garantir contratos com a TENEX", informou o comunicado.

Lamber, de 54 anos, foi acusado de comandar esquema de suborno com Mikerin

Lamber, de 54 anos, foi acusado de comandar esquema de suborno com Mikerin. O americano é suspeito de violar a lei de práticas de corrupção no exterior, fraude eletrônica e lavagem de dinheiro.

Em 2015, Mikerin se declarou culpado por ter tentado fazer US $ 2,1 milhões em pagamentos de transferência bancária ilegal, enquanto atuava como chefe das operações da TENEX nos EUA. Ele cumpre sentença de 48 meses, de acordo com o Departamento de Justiça. As agências de aplicação da lei da Suíça, Letônia e Chipre ajudaram a investigar e processar o caso, acrescentou o comunicado.

>> Sputnik

Sputnik


Tags: acusação, eua, internacional, lamber, russia, uranio

Compartilhe: