Jornal do Brasil

Quinta-feira, 19 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Italianos do Alto Ádige poderão pedir cidadania austríaca

A medida deve ser instituída entre 2018 e 2019

Jornal do Brasil

O Partido da Liberdade da Áustria (FPÖ) afirmou nesta segunda-feira (18) que integrantes da minoria linguística da província autônoma de Bolzano-Alto Ádige, no norte da Itália, poderão solicitar cidadania austríaca.

Segundo o parlamentar Werner Neubauer, responsável no FPÖ pelas relações com o Alto Ádige, os pedidos devem começar a ser feitos em 2018 ou, "no mais tardar", no início de 2019. A cidadania poderá ser solicitada apenas por quem se autodeclara alemão no formulário de pertencimento linguístico e por seus filhos. O processo será gratuito.

Além disso, os que obtiverem a dupla nacionalidade terão a possibilidade de se alistar no Exército da Áustria ou até mesmo defender sua seleção de futebol. No entanto, o benefício não valerá para os moradores da província autônoma de Trento, que, junto com Bolzano, forma a região de Trentino-Alto Ádige e já fez parte do Império Austro-Húngaro.

"Os detalhes serão estabelecidos por uma comissão específica", afirmou Neubauer em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira. O parlamentar acredita que 98% das pessoas que tiverem direito à cidadania austríaca em Bolzano farão o pedido.

A província abriga inclusive movimentos que lutam pela sua independência da Itália e por sua anexação pelo estado austríaco de Tirol - em alemão, Alto Ádige se chama "Südtirol" ("Tirol do Sul").

"Essa discussão terá de ser enfrentada com grande delicadeza. O governo [austríaco] acabou de tomar posse, e trataremos nos termos que sejam absolutamente coerentes com nossa história e com a tutela de nossos concidadãos", disse o ministro das Relações Exteriores da Itália, Angelino Alfano.

O FPÖ integra o novo governo conservador na Áustria, chefiado pelo chanceler democrata-cristão Sebastian Kurz, de 31 anos.



Tags: alto ádige, austríaca, cidadania, italianos, poder

Compartilhe: