Jornal do Brasil

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Internacional

EUA estuda não participar dos Jogos de Inverno de 2018

O motivo seria a ameaça de um ataque da Coreia do Norte

Agência Brasil

Os Estados Unidos estudam a hipótese de não participar dos Jogos de Inverno de 2018, em PyeongChang, na Coreia do Sul, por causa das tensões com a vizinha Coreia do Norte.

A presença norte-americana no evento foi colocada em dúvida pela embaixadora do país nas Nações Unidas (ONU), Nikki Haley, que disse que a participação dos EUA nas Olimpíadas do ano que vem ainda é uma "questão em aberto".

Segundo ela, o governo de Donald Trump trabalhará para encontrar o "melhor modo" de garantir a segurança dos atletas. "É uma questão em aberto, mas nas conversas que temos, seja sobre Jerusalém, seja sobre Coreia do Norte, a pergunta é: 'como podemos proteger os cidadãos norte-americanos?'", disse Haley à emissora "Fox News".

A própria Casa Branca afirmou nesta quinta-feira (7) que não foi tomada "nenhuma decisão oficial" e que uma confirmação sairá somente em uma data mais próxima dos Jogos, que acontecerão entre os dias 9 e 25 de fevereiro.

PyeongChang fica a pouco mais de 100 quilômetros da fronteira com a Coreia do Norte, ao alcance da maior parte dos mísseis balísticos do regime de Pyongyang, que vem fazendo constantes ameaças aos Estados Unidos desde a posse de Trump, em janeiro.

Sob as ordens de Kim Jong-un, o país também vem cumprindo um intenso cronograma de testes nucleares e de projéteis intercontinentais. Se os EUA não participarem, os Jogos de Inverno ficarão sem duas das maiores potências olímpicas do mundo, já que a Rússia foi excluída do evento por causa de um escândalo de doping.

Tags: conflito, coreia, esporte, eua, guerra, míssil

Compartilhe: