Jornal do Brasil

Domingo, 22 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Trump avisa Abbas que mudará embaixada para Jerusalém

Jornal do Brasil

Às vésperas do provável anúncio da mudança da embaixada dos Estados Unidos em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, o presidente Donald Trump telefonou nesta terça-feira (5) para o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e para o líder da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas.

Segundo a agência "Wafa", Trump já avisou Abbas que mudará a sede da representação diplomática em solo israelense, decisão que pode aumentar a tensão no Oriente Médio. O líder palestino teria alertado o presidente dos EUA de que a medida representa um "perigo para o processo de paz e para a segurança e a estabilidade da região".

Na visão da ANP, não pode existir um Estado palestino sem Jerusalém Oriental como capital. Já o governo de Israel sequer reconhece a existência desse termo e diz que só há "uma Jerusalém".

A iminente decisão de Trump é criticada de forma quase unânime pela comunidade internacional, inclusive pela União Europeia e pela Liga Árabe, cujo secretário-geral, Ahmed Aboul Gheit, convidou Washington a evitar qualquer iniciativa "capaz de mudar o status jurídico e político de Jerusalém".

"Estamos reunidos não para provocar sentimentos hostis, mas para alertar sobre a periculosidade deste momento", disse Gheit, após uma cúpula extraordinária da entidade no Cairo, capital do Egito. Já o Ministério das Relações Exteriores da Arábia Saudita exprimiu "séria e profunda preocupação" com uma iniciativa que pode "irritar os sentimentos dos muçulmanos no mundo".

Por sua vez, a alta representante da União Europeia para Política Externa, Federica Mogherini, reafirmou que a retomada do processo de paz entre Israel e Palestina passa pela "solução dos dois Estado". "Qualquer ação que possa minar esses esforços deve ser absolutamente evitada", ressaltou a italiana, após um encontro com o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, em Bruxelas.

O anúncio sobre a mudança da embaixada de Tel Aviv para Jerusalém estava previsto para esta quarta-feira (6), mas a Casa Branca disse que a decisão deve ser comunicada "nos próximos dias". "Não é uma questão de 'se', mas de 'quando'", declarou o vice-porta-voz de Trump, Hogan Gidley, confirmando a intenção do presidente.

O sistema de defesa israelense já se prepara para uma possível reação "violenta" dos palestinos, principalmente em Jerusalém. A polícia e o comando central do Exército tiveram diversas reuniões nos últimos dias, em meio às ameaças do grupo fundamentalista Hamas de iniciar uma "Terceira Intifada", palavra árabe que significa "revolta".

Jerusalém Oriental é considerada pela comunidade internacional como uma "ocupação" desde sua anexação por Israel, em 1967. Desde então, os EUA adotam uma posição neutra sobre o status da cidade, sem reconhecê-la como capital israelense. 



Tags: abbas, embaixada, jerusalém, mudança, trump

Compartilhe: