Jornal do Brasil

Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Internacional

Drones da Marinha norte-americana participam na busca do submarino argentino desaparecido

Sputnik

A Marinha dos EUA enviou os veículos submersíveis não tripulados para prestarem apoio na operação de busca do submarino argentino ARA San Juan, que havia desaparecido em 15 de novembro, no sul do oceano Atlântico.

Trata-se do drone Bluefin 12D (Deep) UUV, que é capaz de efetuar buscas em uma profundidade de até 1,5 km durante 30 horas, navegando a uma velocidade de 5,6 km por hora.

Além disso, planeja-se utilizar três drones Iver 580 UUV que podem funcionar durante um período de tempo mais curto, de até 14 horas, mas operam em uma profundidade de 100 metros, revela o comunicado da Marinha estadunidense.

O submarino San Juan, da Armada Argentina, que está desaparecido
O submarino San Juan, da Armada Argentina, que está desaparecido

Ao mesmo tempo, a Marinha dos EUA também enviou outro equipamento submersível especial, bem como um avião de resgate.

"Um avião P-8A da Marinha [norte-americana] já se encontra na Argentina, onde junto com uma aeronave P-3 da NASA está prestando apoio à operação de busca naquela área onde o submarino foi detectado pela última vez", indica o comunicado.

Com 44 tripulantes, a embarcação está desaparecida desde quarta-feira (15). Sua última localização registrada foi a 430 quilômetros do ponto mais próximo da costa da península de Valdés, no sudeste da Argentina.

Comprado em 1985, o submarino de origem alemã foi submetido a um reparo completo entre 2008 e 2014 para garantir mais 30 anos de operação.

Tags: apoio, ara san juan, argentina, busca, desaparecido, drones, eua, marinha dos eua, nasa, navio, operação de resgate, radares, submarino, submersível

Compartilhe: