Jornal do Brasil

Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

Internacional

Terremoto é registrado na Coreia do Norte e gera alerta

Tremor de 3,4 graus pode ter sido causado por teste com bomba

Agência ANSA

Um terremoto de 3,4 graus na escala Richter na Coreia do Norte neste sábado (23) voltou a causar preocupação na Ásia.

Os temores dos países vizinhos é de que o sismo tenha sido causado por um novo teste com bomba, já que o epicentro foi registrado a cerca de 50 quilômetros de uma das áreas usadas para testes nucleares.

Horas após a ação, a agência meteorológica da Coreia do Sul emitiu uma nota informando que o fenômeno "trata-se de um terremoto natural", mas a China afirmou que pode ter ocorrido uma "explosão".

Já a líder da Comissão do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBTO), Lassina Zerbo, afirmou que a "atividade sísmica anormal" de hoje na Coreia do Norte "é objeto de estudo por parte dos analistas" do grupo. A CTBTO, que tem sede em Viena, na Áustria, monitora testes nucleares ao redor do mundo.

Terremotos costumam ocorrer em todas as vezes que o regime de Kim Jong-un realiza testes com bombas de hidrogênio no país.

China corta exportações de petróleo

Em cumprimento com as novas sanções determinadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, a China anunciou que cortou as exportações de petróleo e seus derivados para a Coreia do Norte neste sábado.

Em nota, o Ministério do Comércio informou que a venda será limitada a dois milhões de barris anuais enquanto a venda de gás liquefeito será banida. Além disso, o país suspendeu a importação dos produtos têxteis norte-coreanos.

Tags: coreia, internacional, petroleo, temores, terremoto

Compartilhe: