Jornal do Brasil

Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

Internacional

Lee pode se tornar furacão até amanhã e avança sobre o Atlântico Central

Agência Brasil

O furacão Maria, atualmente de categoria 3 na escala Saffir-Simpson, avança em direção noroeste sobre as águas do Atlântico Central, enquanto a tempestade tropical Lee, que tinha se dissipado na sexta-feira, pode se fortalecer e virar um furacão.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC) indicou hoje (23) que, além do Lee e do Maria, não há indícios de formação de novos fenômenos no Atlântico nos próximos cinco dias.

Em um boletim divulgado na manhã de hoje, o NHC disse que a velocidade de translação do Lee caiu para 4 km/h. No entanto, os ventos sustentados apresentados pela tempestade tropical, estão se fortalecendo, subindo para 75km/h.

O Lee se move em direção norte, mas hoje mudará para rumo ao nordeste. A previsão do NHC é que ele se fortaleça nas próximas 48 horas e ganhe intensidade de um furacão.

Quando o boletim foi divulgado, Lee estava a 1.450 quilômetros do leste de Bermuda, região povoada mais próxima do furacão.

Quanto ao Maria, que devastou Porto Rico na quarta-feira após afetar também a Dominica e as Ilhas Virgens Britânicas, o NHC alerta sobre a necessidade de "monitorar" seu progresso nas Bahamas.

Atualmente, o Maria está a 395 quilômetros de Eluthera e 515 quilômetros de Nassau, ambas nas Bahamas. O furacão apresenta ventos de 185km/h, com rajadas ainda mais intensas.

Tags: caribe, estados, furacões, meteorologia, unidos

Compartilhe: