Jornal do Brasil

Sábado, 21 de Outubro de 2017

Internacional

Após furacão Maria, 73 regiões da República Dominicana estão isoladas

Agência Brasil

Ao todo, 73 localidades da República Dominicana permanecem isoladas por causa do transbordamento de rios e canais provocado pelo furacão Maria, que na quinta-feira passada se aproximou do litoral do país, informou hoje (23) o Centro de Operações de Emergências - COE.

De acordo com o COE, as províncias San Fernando de Monte Cristi (Noroeste) e Duarte (Nordeste) seguem com alerta vermelho (o maior). Outras 20 estão com alerta amarelo (intermediário) e cinco, com o verde (mínimo), já que Maria continua incidindo de maneira indireta em grande parte do território.

Conforme o Centro de Operações, 3.222 pessoas estão em abrigos oficiais e 8.237 em casas de parentes. O furacão destruiu 128 casas, danificou 766 e deixou 3.921 inundadas.

Segundo relatório oficial, os efeitos do furacão afetaram 112 aquedutos e seis pontes. Até o momento, sabe-se que uma pessoa morreu na região norte do país e uma está desaparecida na parte leste, de acordo com a Defesa Civil.

O Escritório Nacional de Meteorologia informou hoje que, apesar de o furacão estar 575 quilômetros ao norte/noroeste da província de San Felipe de Puerto Plata, ele segue afetando de maneira indireta nas condições climáticas, e chuvas são esperadas para este fim de semana.

A Meteorologia mantém o alerta de inundações repentinas ou gradativas para 24 das 32 províncias do país e ressaltou que pequenas embarcações devem permanecer atracadas.

Tags: danos, dominicana, furacão, maria, república, vítimas

Compartilhe: