Jornal do Brasil

Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

Internacional

'Bloomberg': Ministros britânicos apoiam visão de May sobre o Brexit

Jornal do Brasil

Matéria publicada nesta sexta-feira (22) pela Bloomberg conta que o gabinete da primeira-ministra britânica, Theresa May, pareceu apoiar a visão que ela tem sobre o Brexit após duas horas de discussão sobre até que ponto ela pode falar sobre dinheiro e comércio em um discurso na sexta-feira com a intenção de reanimar as negociações com a União Europeia.

Segundo a reportagem May está sondando até que ponto ela chegará a fim de apaziguar as exigências da UE para que o Reino Unido pague “a conta do Brexit”, de dezenas de bilhões de libras esterlinas. O gabinete dela informou que não vai divulgar a conversa com os ministros.

O noticiário afirma que o apoio dos ministros mais seniores é fundamental para May na véspera de um discurso histórico na cidade italiana de Florença, onde a primeira-ministra se dirigirá diretamente aos chefes dos outros 27 governos da UE com um tom mais conciliador do que o combativo que ela transmitiu em Lancaster House em janeiro. O discurso encerrará uma semana turbulenta em que seu principal diplomata ameaçou se demitir caso ela alivie demais sua postura.

O noticiário afirma que o apoio dos ministros mais seniores é fundamental para May na véspera de um discurso histórico na cidade italiana de Florença
O noticiário afirma que o apoio dos ministros mais seniores é fundamental para May na véspera de um discurso histórico na cidade italiana de Florença

Agora ela vai finalizar seu discurso e tentará apresentar uma posição coerente do Reino Unido uma semana depois que as tentativas de mostrar uma frente unida foram desbaratadas pelo ministro das Relações Exteriores, Boris Johnson. O artigo de 4.200 palavras que ele escreveu sobre o Brexit, em que solicitou pagamentos mínimos ao bloco e insinuou que queria um período de transição curto, foi visto por muitos como uma tentativa de manipular May e acabar tomando o cargo dela, avalia Bloomberg.

O discurso de May chega em um momento fundamental para o Brexit e para a posição da primeira-ministra em seu país. Ela quer dizer algo para tranquilizar a UE e possibilitar que as negociações avancem, mas também deve tomar cuidado para não irritar os eurocéticos de seu Partido Conservador, como Johnson.

>> Bloomberg

Tags: brexit, dolar, economia, euro, merkel, putin, reino unido, trump, união europeia

Compartilhe: