Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Setembro de 2017

Internacional

Em apenas dois dias, quatro cidades europeias sofreram com o terror 

Só em 2017, Espanha, Inglaterra, França, Alemanha, Suécia e Finlândia tiveram ação de terroristas

Jornal do Brasil

Barcelona e Cambrils (Espanha), Londres (Inglaterra), Paris e Nice (França), Berlim e Wuppertal (Alemanha), Estocolmo (Suécia) e Turku (Finlândia). Essas são apenas algumas cidades que sofreram com ataques terroristas este ano. Em nenhuma delas houve o uso de explosivos. Os atos foram com veículos automotivos ou facas. Há inúmeras outras localidades que sofrem aterrorizadas com a possibilidade de uma ação do Estado Islâmico (EI) ou de qualquer outro grupo de terror existente.   

Só essa semana, Barcelona, Cambrils, Wuppertal e Turku foram atacadas. O ataque que fez o maior número de vítimas foi o de Barcelona, ocorrido quinta-feira (17), em Las Ramblas. Foram 13 mortos e mais de uma centena de feridos.

Mas mal respiravam atrás dos terroristas, os espanhóis e o mundo foram surpreendidos com novo golpe, dessa vez em Cambrils, a 110 quilômetros de Barcelona, nesta sexta-feira (18). A polícia conseguiu interceptar e matar cinco criminosos. Suspeita-se, ainda, que a cidade espanhola teria sido um dos locais de encontro dos terroristas do atentado de 11 de setembro de 2001, ao World Trade Center, em Nova Iorque.  

Ainda na sexta-feira (18), o terror fez vítimas em Wuppertal, em Renânina do Norte-Vestfália, na Alemanha, próximo a Dusseldorf. Uma pessoa morreu e oito ficaram feridas em um ataque com faca. O responsável pela agressão fugiu e os alemães não querem confirmar se foi um ataque terrorista, mas não descartam a hipótese.

Governo espanhol faz reunião contra o terrorismo
Governo espanhol faz reunião contra o terrorismo

Não satisfeitos, os terroristas, no mesmo dia, agiram também em Turku, na Finlândia. Foi outro ataque com faca, que deixou ao menos dois mortos e oito feridos. Nas redes sociais, simpatizantes do EI comemoram as ações, com mensagens como "da Espanha até a Finlândia, honra aos Jihadistas".

Tantos os que se manifestam nas redes sociais quanto os que partem, literalmente, para o ataque, têm, segundo informações e análises das policias europeias, um perfil jovem.

O motorista da van que fez o ataque em Barcelona, de acordo com as autoridades espanholas, é Moussa Oukabir, 17 anos. Ele teria sido morto em um tiroteio em Cambrils. O irmão dele, Driss Oukabir, tem 28 anos, e também teria participado do atentado. Ele se entregou voluntariamente à polícia após sua foto ter sido divulgada pela mídia espanhola como um dos autores do ataque. Mas para aumentar o terror, as informações estão desencontradas. No início da tarde desta sexta-feira (18), no entanto, as autoridades informaram que ainda buscavam por quatro suspeitos: Moussa Oukabir, Mohamed Hychami, Younes Abouyaaqoub e Said Aallaa. Mas há a dúvida se a busca seria por todos ou pelos dois ainda em fuga, uma vez que Moussa teria sido morto e Driss estaria sob o poder da policia. 

Tags: barcelona, espanha, estado islâmico, europa, terrorista

Compartilhe: