Jornal do Brasil

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Internacional

Virgínia declara estado de emergência após confronto em marcha neonazista

Sputnik

O governador da Virgínia, Terry McAuliffe‏, declarou estado de emergência após um grande confronto entre neonazistas da chamada direita alternativa dos EUA e ativistas antifascistas neste sábado (12), em Charlottesville, que terminou com pessoas feridas e detidas.

>> EUA: extrema-direita protesta contra gays, negros e judeus

"Prisões estão sendo feitas após a declaração de reunião ilegal no Emancipation Park, em Charlottesville."

Desde a noite da última sexta-feira, centenas de nacionalistas desfilavam pelas ruas da cidade carregando tochas e gritando insultos contra negros, judeus, imigrantes e homossexuais, em preparação para um ato maior, nesta manhã. Durante o evento de hoje, os supremacistas brancos foram confrontados por outros cidadãos da região, e o encontro logo acabou resultando em violência, com interferência da polícia. Segundo fontes locais, um carro chegou a atingir um grupo de pessoas que protestavam contra os neonazistas. 

Em nota, o governador Terry McAuliffe‏ disse que recebeu um pedido da polícia para declarar um estado de emergência, que foi imediatamente autorizado, de forma a permitir que as autoridades possam restabelecer a ordem em Charlottesville.

>> Sputnik

Os supremacistas brancos foram confrontados por outros cidadãos da região, e o encontro logo acabou resultando em violência, com interferência da polícia
Os supremacistas brancos foram confrontados por outros cidadãos da região, e o encontro logo acabou resultando em violência, com interferência da polícia

Tags: confronto, eua, internacional, policia, protesto, violencia, virginia

Compartilhe: