Jornal do Brasil

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Internacional

Mali confirma morte de dois militares da UE em ataque

Cerca de 4 invasores do resort de luxo foram mortos

Agência ANSA

Dois funcionários da União Europeia (EU), uma malinesa e um português, morreram no ataque extremista a um resort de luxo em Bamako, capital do Mali, anunciou nesta segunda-feira (19) a alta representante para Política Externa e Segurança da União Europeia, Federica Mogherini.

"Lamentavelmente, posso confirmar que houve duas vítimas entre nossos colegas da UE", indicou Mogherini em uma coletiva de imprensa após uma reunião dos chanceleres europeus em Luxemburgo.

Neste domingo (18), o hotel Le Campement Kagaba, localizado a cerca de 20 minutos do aeroporto internacional de Mali, foi invadido por jihadistas que teriam gritado "Allah Akhbar", expressão de cunho extremista islâmico. Duas pessoas foram mortas e mais de 20 foram feitos de reféns. Até o momento nenhum grupo terrorista reivindicou o ataque.

Entre as duas vítimas fatais há o sargento português Paiva Benido, de 40 anos. Natural de Valongo, distrito do Porto, ele integrava o contingente nacional na Missão de Treino da União Europeia no Mali.

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou a morte "prematura e trágica" do militar e defendeu que a melhor homenagem será continuar o combate ao terrorismo. "A morte prematura e trágica deste português, ao serviço da União Europeia, é um ataque aos valores democráticos em que todos acreditamos", afirmou o mandatário.

Na mensagem, o português ainda prestou solidariedade à família do militar. "Quero igualmente manifestar o meu pesar e solidariedade a todos aqueles que sentem com maior dor a perda abrupta do seu camarada e amigo".

Segundo o ministro da Segurança de Mali, Salif Traore, as forças de segurança mataram ao menos quatro extremistas que participaram do ataque.

Tags: Dois, Ue, ataque, confirmação, mali, militares, morte

Compartilhe: