Jornal do Brasil

Sábado, 21 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Índia executa um dos autores dos ataques em Mumbai

Yakub Memon é considerado o mentor intelectual da ação

Jornal do Brasil

O mentor intelectual dos atentados em Mumbai em 1993, Yakub Memon, foi enforcado na prisão de Nagpur, em Maharashtra, na manhã desta quinta-feira (30). A série de ações coordenadas no dia 12 de março 1993 provocou a morte de 257 pessoas. Os locais mais afetados foram a Bolsa de Valores, um hotel de luxo e escritórios da companhia aérea Air India.

    Contra Memon, as acusações iam desde o financiamento aos milicianos que realizaram os ataques até a entrega de armas e bombas para o grupo. Ele era também irmão do chefe da organização terrorista "Tiger Memon", que organizou os atentados. O indiano já estava preso há 15 anos e foi o único condenado com a pena de morte entre os mais de 100 responsabilizados pelo crime. Nos últimos dias, seu caso levantou debates sobre a pena de morte na Índia e diversos grupos pró e contra a execução realizaram manifestações no país.

    Após uma pausa de vários anos nos enforcamentos, o governo indiano voltou a matar os condenados em 2012, quando foi morto o paquistanês Ajmal Kasab, único terrorista capturado vivo em outro ataque em Mumbai, em 2009. Poucos meses depois, em fevereiro de 2013, outro militante paquistanês, Afzal Guru, foi enforcado na principal prisão de Nova Déli onde estava preso pelo atentado contra o Parlamento em 2001. (ANSA)



Tags: atentado, condenação, morte, mumbai, índia

Compartilhe: