Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Internacional

El País comenta mudanças no plano de governo de Marina Silva

Jornal do Brasil

O jornal espanhol El País repercutiu neste sábado as mudanças no plano de governo da candidata à presidência da República pelo PSB, Marina Silva. A publicação dá destaque para a revisão da parte relacionada ao casamento LGBT.

O texto diz que Marina foi "pressionada por grupos conservadores evangélicos". Neste sábado, Marina justificou dizendo que houve um engano da coordenação da campanha. "Na parte de ciência e tecnologia foi incluída uma questão que não havia sido acordada entre eu e Eduardo. Na parte LGBT, o texto que foi para publicação foi o texto tal qual apresentado pela demanda dos movimentos sociais. Todos os movimentos apresentaram demanda, foram feitas mediações e se contemplou o quanto possível as propostas", declarou.

O El País enfatizou que Marina é evangélica e frequenta a Assembleia de Deus. A publicação citou ainda a pesquisa da Datafolha, dizendo que a candidata lidera a preferência dos eleitores evangélicos, e seria eleita no segundo turno.

O jornal diz ainda que Silas Malafaia, que apoia o Pastor Everaldo (PSC) criticou Marina através do Twitter quando leu a proposta que apoiava o casamento gay. Silas escreveu em seu twitter que "o programa de governo de Marina é uma defesa vergonhosa da agenda gay".

A reportagem, por fim, cita as demais questões alteradas no plano de governo de Marina. Em tom crítico, o jornal fala que a candidata deixará de apoiar a proposta que equipara a discriminação sexual ao racismo; a distribuição de material didático nas escolas públicas para educação sobre questões de gênero sexual; e adoção de crianças por casais do mesmo homoafetivos.

O texto termina falando brevemente sobre as alterações ambientais que foram feitas. Nesse trecho, o jornal lembra que Marina foi Ministra do Meio Ambiente durante o governo Lula e contrapõe com as informações de que, segundo o programa que estava errado, ela apoiaria a energia nuclear. Por fim, o El País esclarece que houve um erro de revisão e Marina apoiará o uso de fontes renováveis e sustentáveis.

Tags: Críticas, el pais, eleições2014, LGBT, Marina Silva

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.