Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Internacional

Sindicatos opositores argentinos convocam greve geral nesta quinta

Agência ANSA

Sindicatos argentinos que se opõem ao governo da presidente Cristina Kirchner convocaram para amanhã, dia 28, uma greve geral de 24 horas. A medida convocada pela Confederação Geral do Trabalho (CGT), dos opositores Hugo Moyano e Luis Barrionuevo, ex-aliados do governo, protesta contra a queda dos salários e do índice de emprego, a alta da inflação e o imposto sobre lucro - que afeta mais de um milhão de trabalhadores, apelidado de "imposto sobre os salários".    

A Confederação de Trabalhadores Argentinos (CTA) e grupos dissidentes de esquerda, no entanto, já deram início à paralisação hoje, dia 27, ao meio-dia.   

Segundo dados oficiais, no ano passado houve redução de 300 mil postos de trabalho no país. Além disso, a economia é afetada por uma inflação anual de 40% e a produção está estagnada. 

Tags: Argentina, Governo, kirchner, paralisação, trabalhadores

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.