Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Setembro de 2014

Internacional

Violência contra mulher volta às manchetes italianas

Agência ANSA

A violência contra a mulher voltou a ocupar as manchetes da imprensa italiana neste mês de agosto, após uma série de casos ocorridos nos últimos dias. Apenas na manhã desta segunda-feira (25), foram divulgadas duas novas agressões, depois de um final de semana marcado por uma tragédia em Roma.    

No primeiro deles, registrado em uma cidade da região da Campânia, um homem de 56 anos foi preso por golpear a esposa com um taco de beisebol, deixando-a à beira da morte. A vítima foi socorrida e internada em um hospital local, mas não se sabe o seu estado de saúde. 

No segundo, que aconteceu em um município da Calábria, uma mulher de 40 anos foi esfaqueada pelo marido durante uma briga por motivos fúteis. Após o crime, o homem fugiu e agora está sendo procurado pela polícia. Já a esposa sofreu uma ferida no tórax, mas não corre risco de morte. Os dois são casados há 16 anos e têm dois filhos.

Segundo dados do Instituto Italiano de Estatísticas (Istat), uma em cada três mulheres entre 16 e 70 anos que vive no país já foi vítima da agressividade de um homem, totalizando um número de quase 7 milhões de pessoas.

 

Mortes

No último domingo (24), um homem vestindo roupas camufladas e uma máscara decapitou uma empregada doméstica ucraniana a golpes de machado. O crime ocorreu em um bairro residencial de Roma. O assassino tentou reagir quando a polícia chegou ao local, mas foi baleado no peito e morreu no hospital. Os investigadores ainda não descobriram os motivos do homicídio.    

Além disso, neste mês de agosto, pelo menos outros dois casos de homens matando suas ex ou atuais esposas foram registrados. Ambos estão detidos.

Tags: abusos, agressões, italianas, mulheres, prisões

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.