Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

Internacional

Papa envia mensagem para missa em memória do jornalista americano morto

Pontífice pediu o fim de 'violência insensata'

Agência ANSA

 O papa Francisco enviou uma carta para uma missa celebrada em memória do jornalista James Foley neste domingo (24). Na mensagem, o Pontífice pediu orações "para o fim da violência insensata e pela paz e reconciliação entre todos os membros da família humana".

    A celebração, que ocorreu em New Hampshire, nos Estados Unidos, reuniu centenas de pessoas, entre amigos e parentes, que celebraram a memória do repórter que foi decapitado em frente às câmeras por membros do Estado Islâmico, que atuam no Iraque, na Síria e no Líbano.

    O líder da Igreja Católica também afirmou que está unido à dor dos familiares, amigos e colegas do jornalista e que está rezando pelas famílias. Segundo a Rádio Vaticana, quem comandou a missa foi o bispo local, Peter Libasci. Durante a celebração, também foram feitas orações por outro jornalista norte-americano que está nas mãos dos jihadistas, Steven Sotloff, e também pelos outros reféns do grupo terrorista. Na sexta-feira (22), o Papa telefonou para os pais de Foley e disse ter ficado impressionado pela "grande fé" que a mãe do jornalista demonstrou. Além dos genitores, Bergoglio conversou com um parente não identificado da vítima que fala espanhol e serviu de intérprete. James Foley, assim como seus pais, era católico praticante. O jornalista se formou em uma instituição jesuíta, a Marquette University, e recitava o rosário para suportar o cativeiro durante um sequestro precedente na Líbia. Além disso, ele sempre se manteve em contato com os parentes e vivia pedindo por orações.

Tags: decapitado, extremista, iraque, james foley, morte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.