Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Internacional

Ucrânia celebra independência em meio a bombardeios

Em Donetsk, ataques atingiram igreja e hospital neste domingo

Agência ANSA

Separatistas ucranianos pró-Rússia exibiram neste domingo (24), em uma praça em Donetsk, dezenas de militares de Kiev detidos durante os confrontos no leste do país. Os oficiais estão sendo mantidos como prisioneiros. Eles foram recebidos com gritos de "fascistas" pelo público de Donetsk, cidade no leste da Ucrânia controlada por rebeldes. A exibição ocorreu no mesmo dia em que o governo da Ucrânia celebra sua independência da antiga União Soviética (URSS), ocorrida em 1991. A data, porém, foi marcada por uma série de ataques no país. Ao menos três civis morreram e outros vários ficaram feridos em um atentado a bomba em uma igreja em Donetsk, informou a Igreja Ortodoxa ucraniana, subordinada ao patriarcado de Moscou. Em outro bombardeio neste domingo, um hospital foi atingido na mesma região. 

Enquanto as forças ucranianas apertam o certo em Donetsk, milhares de pessoas se reuniram na capital, Kiev, para acompanhar o desfile de independência. Em discurso, o presidente Petro Poroshenko prometeu 2,2 bilhões de euros para reerguer o Exército nos próximos três anos. A verba será usada para compra de aviões, helicópteros e navios. A crise na Ucrânia começou quando o ex-presidente Viktor Yanukovich decidiu se aproximar do governo russo em vez de assinar um tratado com a União Europeia.

Tags: donetsk, kiev, Moscou, UCRÂNIA, urss, viktor yanukovich

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.