Jornal do Brasil

Terça-feira, 25 de Novembro de 2014

Internacional

Centro de tratamento de ebola é saqueado na Libéria

Cerca de 30 pessoas doentes fugiram do local

Agência ANSA

Um grupo de homens armados invadiu o centro de tratamento contra o vírus ebola em Monróvia, capital da Libéria. Os assaltantes roubaram diversos itens de saúde e os 29 pacientes do local fugiram. Segundo a mídia local, o ataque ocorreu entre a noite de ontem (16) e a madrugada de hoje (17).

De acordo com uma das testemunhas do ataque, Rebecca Wesseh, "todos os doentes fugiram" e "os homens estouraram as portas e saquearam o local e as pessoas" que estavam lá.

No centro médico, que era um colégio adaptado para os pacientes, os doentes recebiam o primeiro tratamento contra o vírus, antes de serem encaminhados aos hospitais. Testemunhas ainda dizem que os homens que entraram no local eram jovens, que gritavam contra a presidente da Libéria, Elle Johnson Sirleaf, e também falavam aos pacientes que "não existe ebola".

Muitas comunidades da nação dizem que o vírus é uma "invenção do governo para arrecadar mais dinheiro das organizações internacionais". Outras pessoas acreditam que os sintomas da doença são fruto de magia negra ou de "pragas" rogadas contra as famílias.

A Libéria é um dos países da África Ocidental mais atingidos pela epidemia de ebola. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), já foram registradas 413 mortes no país.

Tags: africa ocidental, ebola, Hospital, libéria, saqueado

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.