Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Internacional

Palestina não vai se render, diz chanceler em visita à Venezuela

Agência Brasil

O ministro de Negócios Estrangeiros da Autoridade Nacional Palestiniana, Riyad Al Malki, agradeceu a solidariedade da Venezuela diante da ação militar de Israel na Faixa de Gaza e prometeu que o país  não vai se render.

“Faço-vos uma promessa: o povo palestino não vai se render, o povo palestino vai aguentar, o povo palestino vai vencer”, disse Al Malki, durante ato público de solidariedade à Palestina, promovido em Caracas.

O chefe da diplomacia palestina, que se encontra na capital venezuelana em visita à região, destacou que seu país sente orgulho de receber o apoio da Venezuela, um “ingrediente essencial para vencer na luta pela independência e pela liberdade”.

“Nós necessitamos de todos vocês, em momentos tão difíceis como o de hoje, para estar ao lado do povo palestino, para continuar a aguentar o ataque, o genocídio israelita contra a Faixa de Gaza”, acrescentou.

O ministro disse ainda que, graças ao apoio da Venezuela e de outros países “amigos e irmãos”, foi possível uma resolução no Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) para estabelecer comissão que investigue “as atrocidades cometidas por parte de Israel contra o povo palestino em Gaza”.

Al Malki também agradeceu a campanha de solidariedade do governo venezuelano, intitulada Somos Todos Palestina. A ação israelita em Gaza já deixou 2 mil mortos, incluindo 400 crianças, e mais de 10 mil feridos.

Tags: CONFLITO, Gaza, Israel, morte, palestina

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.