Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Internacional

Premier indiano garante processo justo contra militares italianos

Agência ANSA

Em uma conversa por telefone nesta segunda-feira (11), o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, disse para o premier da Itália, Matteo Renzi, que o país europeu deve permitir "o prosseguimento do processo" contra os dois fuzileiros navais italianos que estão sendo acusados de assassinato na nação asiática.    

Segundo um comunicado do gabinete de Modi, ele afirmou que a Justiça indiana é "livre, justa e independente" e vai considerar todos os aspectos do caso. Durante a ligação, Renzi declarou que deseja uma "rápida solução positiva" da ação contra os militares Massimiliano Latorre e Salvatore Girone.    

Além disso, os líderes ressaltaram a importância de reforçar as relações bilaterais entre os dois países, tanto no setor de comércio como no de cooperação internacional. Os fuzileiros respondem na Justiça da Índia pela morte de dois pescadores em 15 de fevereiro de 2012, quando estavam em serviço a bordo de um navio petroleiro italiano.    

O incidente ocorreu em águas internacionais, perto do estado de Kerala, e Latorre e Girone justificam a ação afirmando que estavam defendendo a embarcação de um ataque pirata. 

Tags: abusos, crise, índia, itália, soldados

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.