Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Internacional

Após queda de lei anti-gay, Uganda tem sua 1ª parada

Agência ANSA

Pouco mais de uma semana depois de a Corte Constitucional de Uganda anular uma lei que punia homossexuais com prisão perpétua, manifestantes realizaram neste sábado (9) a primeira parada do orgulho gay do país. O ato aconteceu às margens do lago Vitória, a menos de um quilômetro do palácio presidencial de Entebbe, em meio a muita música, dança e alegria.

    "Essa é a ocasião para nos reencontrarmos, já que precisávamos nos esconder por conta da legislação contra os homossexuais. Hoje é um dia de festa para nós", disse Sandra Ntebi, uma das organizadoras do evento.

    A lei fora sancionada pelo presidente Yoweri Museveni em fevereiro deste ano e provocara protestos da comunidade internacional porque proibia a "promoção" da homossexualidade, obrigava os cidadãos a denunciarem gays para a polícia e estabelecia penas que iam até a prisão perpétua para quem se relacionasse com pessoas do mesmo sexo.

    A Corte Constitucional justificou a anulação com o argumento de que a legislação violava diversos artigos da Carta Magna e não tinha respeitado os "procedimentos parlamentares". No entanto, o procurador-geral de Uganda, Fred Ruhinda, anunciou neste sábado que apresentou um recurso contra a sentença. (ANSA)

Tags: áfrica, ato, CORTE, gay, homossexuais

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.