Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Internacional

Rússia nega envio de tropas à fronteira com Ucrânia

Agência ANSA

O governo de Moscou negou nesta quarta-feira, dia 6, que esteja concentrando tropas na fronteira com a Ucrânia enquanto o presidente Vladimir Putin anunciou um bloqueio de um ano sobre as importações de alimentos de países que tenham promovido sanções contra a Rússia.    

A emissora norte-americana CNN publicou, citando um alto funcionário da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que a Rússia enviou cerca de 20 mil oficiais à fronteira com a Ucrânia.    

O porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, rechaçou a notícia dizendo que "eles [os norte-americanos] precisam improvisar [suas falas] o tempo todo para que suas declarações tenham credibilidade".   

Putin anunciou que, "a fim de defender os interesses nacionais da Rússia", entra em vigor hoje um decreto que "veta ou limita o exercício das transações econômicas e comerciais" dos vários tipos de produtos agrícolas, matérias-primas e alimentos, cujo país de origem seja "um Estado que decidiu aplicar sanções econômicas".    

Além da União Europeia (UE) e dos Estados Unidos, adotaram sanções contra a Rússia também Canadá, Austrália, Japão, Suíça e Coréia do Sul.

Tags: crise, EUA, política, russia, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.