Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Internacional

Fidel chama ataques à Faixa de Gaza de 'Holocausto'

Agência ANSA

O ex-presidente cubano Fidel Castro escreveu um artigo no jornal oficial, Granma, que "uma nova e repugnante forma de fascismo está surgindo com notável força neste momento da história humana, na qual mais de sete bilhões de habitantes se esforçam pela sobrevivência". O artigo, chamado de "Holocausto palestino em Gaza" afirma que "o genocídio dos nazistas contra os judeus colheu o ódio de todos os povos da terra. Por que acredita o governo desse país que o mundo será insensível a este macabro genocídio que hoje está cometendo contra o povo palestino?" Fidel também criticou a postura dos Estados Unidos perante aos conflitos mundiais. "Há fatos que refletem a incapacidade quase total dos Estados Unidos para enfrentar os problemas atuais do mundo. É triste, realmente, que isso ocorra quando os perigos são maiores".

    Ele ainda advertiu que "a espécie humana vive uma época sem precedentes na história. Um choque de aviões militares ou navios de guerra que ficam se vigiando de perto ou outros feitos similares podem desencadear um confronto com o emprego de armas sofisticadas, que se converteria na última aventura do conhecido Homo sapiens".

    O ex-presidente elogiou a união entre Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (Brics) e disse que junto com a América Latina "os países do Caribe e da África que lutam pelo desenvolvimento - como força de nossa época - estão dispostos a colaborar com o resto dos países sem excluir os Estados Unidos, a Europa e o Japão".

    O cubano completará 88 anos no dia 13 de agosto e está afastado dos cargos políticos desde 2006, quando adoeceu gravemente.

    Atualmente, ele escreve artigos para o jornal oficial do país sobre os acontecimentos mundiais. (ANSA)

Tags: CONFLITO, Cuba, Gaza, Israel, morte, palestina

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.