Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Internacional

Premier italiano nega acordo de troca de favores com Berlusconi

Agência ANSA

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, negou que tenha prometido qualquer tipo de benefício ou proteção contra condenações judiciais ao político e ex-premier Silvio Berlusconi, envolvido em uma série de processos. Em uma entrevista publicada nesta segunda-feira (4) pelo jornal "La Repubblica", Renzi afirmou que o chamado "pacto Nazareno", acordo fechado com Berlusconi para que o partido do ex-premier garantisse apoio a reformas na Itália, não esconde trocas de favores e negociações obscuras. "No pacto Nazareno, não há nada que não tenha sido repassado e aprovado em atos parlamentares. Sobretudo, não prevê nenhuma lei 'ad personam' para o ex-premier para consentir sua candidatura às próximas eleições", comentou Renzi.    

Em janeiro de 2014, Renzi, que ainda era apenas prefeito de Florença e secretário do Partido Democrático (PD), de esquerda, reuniu-se com Berlusconi, do Forza Italia, de centro-direita, para discutir projetos de reformas no país, principalmente eleitorais. Berlusconi, envolvido em vários escândalos na Itália, foi condenado no ano passado a quatro anos de prisão e fraude fiscal no caso que ficou conhecido como "Mediaset". Ele também ficou proibido de concorrer às eleições. Devido a essa e outras condenações, o Senado italiano cassou seu mandato.

Tags: . acordos, escusos, italiana, política, renzi

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.