Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Setembro de 2014

Internacional

Celebração na Bélgica marca os 100 anos da I Guerra Mundial

Agência ANSA

No dia 4 de agosto de 1914, a Alemanha nazista invadiu a Bélgica, que até então estava neutra na Primeira Guerra Mundial. Para relembrar os 100 anos da data, representantes de 80 países estão em Liége, na Bélgica, em uma celebração.

>>100 anos da Primeira Guerra Mundial: as tensões políticas de antes e de agora

 Entre os principais envolvidos na Guerra, estão o presidente do Senado italiano, Pietro Grasso, o rei Filipe e a rainha Matilde da Bélgica, o príncipe William e a duquesa Kate do Reino Unido, o presidente alemão, Joachim Gauck, o presidente francês, François Hollande, o rei da Espanha, Felipe VI, e o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso estiveram no local.   

 Em discurso, Hollande declarou que "não se pode jamais estarmos cansados da paz". Já o príncipe William disse que a situação na Ucrânia mostra que "a instabilidade continua a ameaçar o nosso continente". O alemão Gauck pediu atenção redobrada nos casos de nacionalismo exacerbado e a necessidade de defender os valores da tolerância, afirmando que "cabe a nós demonstrar atos concretos, mostrando que nós aprendemos as lições que vieram das guerras mundiais".    

 Ontem (03), os presidentes da França e da Alemanha prestaram homenagens aos combatentes da 1ª Guerra Mundial. A cerimônia ocorreu no santuário da guerra de Vieil Armand, na Alsácia, onde foram realizadas sangrentas batalhas que deixaram mais de 30 mil mortos.  

Tags: bélgica, celebração, i guerra mundial, marco, PAZ

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.