Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Internacional

Pelo menos 360 mortos em terremoto na China; ONU oferece apoio

Agência Brasil

A Organização das Nações Unidas (ONU) ofereceu hoje (3) à China assistência para os atingidos pelo terremoto deste domingo no Sudoeste do país, que causou a morte de pelo menos 367 pessoas e deixou perto de 2 mil feridos.

“A ONU está preparada para apoiar os esforços para responder às necessidades humanitárias causadas pelo desastre e para mobilizar qualquer ajuda internacional ao povo chinês”, disse o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, em comunicado divulgado por sua assessoria. Na mensagem, Ban Ki-moon manifesta pesar ao governo chinês e às famílias dos mortos e anuncia apoio aos feridos e a outras pessoas afetadas pela catástrofe.

O terramoto, o pior que atingiu a província de Yunnan em 14 anos, ocorreu pelas 16h30 locais (5h30 em Brasília e registrou magnitude de 6,1 graus na escala Richter, em uma zona isolada e agrícola, com habitações vulneráveis e de construção antiga.

De acordo com a agência de notícias China Nouvelle, o sismo causou pelo menos 367 mortos e perto de 1.900 feridos, além de grandes danos materiais.

As autoridades chinesas enviaram à zona afetada pelo terremoto 2.500 militares e mais de 700 policiais e bombeiros, reunidos em equipes de resgate apoiadas por uma dezena de cães, que procuram sobreviventes entre os escombros, apesar da forte chuva que dificulta a tarefa.

O governo chinês enviou ainda 2 mil tendas de campanha, 3 mil desmontáveis, cobertores e casacos, além de outros produtos básicos levados pela Cruz Vermelha local.

De acordo com dados oficiais, mais de 12 mil casas ruíram e cerca de 30 mil ficaram danificadas.

Tags: Ban Ki-moon, catástrofe, Governo, Nações, Unidas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.