Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Internacional

Egito tenta negociar fim do conflito na Faixa de Gaza

Agência Brasil

Uma reunião no Egito discute uma solução para os conflitos entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza. Para o presidente egípcio, Abdel Fattah Sissi, a proposta egípcia representa uma "possibilidade real" para o fim ao conflito na Faixa de Gaza, devastada por 26 dias de guerra entre o Hamas e Israel.

A iniciativa egípcia, apresentada dias depois do início da ofensiva israelense, previa um cessar-fogo seguido de negociações. Foi aceita por Israel, mas rejeitada pelo Hamas, que exigia como condição prévia o fim do bloqueio em vigor desde 2006, a abertura da fronteira com o Egito e a libertação de prisioneiros por Israel.

Apesar do fracasso de uma trégua humanitária, de 72 horas, na sexta-feira, o Egito assegurou que mantém o convite às delegações palestina e israelense para negociações tendo em vista um cessar-fogo.

"A iniciativa egípcia é uma possibilidade real para pôr fim à crise e ao banho de sangue na Faixa de Gaza", afirmou Sissi. Uma delegação palestina é esperada hoje (2) no Cairo para novas negociações com o objetivo de estabelecer uma trégua entre o Hamas e Israel. Sissi destacou que "o tempo urge". Mais de 1.600 palestinos civis já morreram desde o início da ofensiva de Israel na Faixa de Gaza.

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, assegurou que uma delegação composta por membros do Fatah, bem como do Hamas e da Jihad Islâmica, estarão hoje no Cairo, "quaisquer que fossem as circunstâncias" para negociações.

Tags: fim, Gaza, guerra, Hamas, Israel, reunião

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.