Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Internacional

Banco inglês fecha conta de clientes muçulmanos

HSBC afirma que ação não tem a ver 'com raça ou religião'

Agência ANSA

O banco britânico HSBC decidiu fechar diversas contas de pessoas e grupos muçulmanos, como da Mesquita de Finsbury Park, de Londres. O encerramento das atividades bancárias será realizado no dia 22 de setembro, informou a instituição em cartas enviadas aos clientes.

    Segundo o HSBC, o fechamento se deu por "fatores de risco" e não é uma "decisão por razões de raça ou religião". "A discriminação contra clientes por raça ou religião é imoral, inaceitável e ilegal e o HSBC tem regras e políticas claras para garantir que tanto raça como religião nunca sejam fatores nas decisões dos bancos", escreveu em nota a instituição.

    Apesar disso, muitos clientes relataram que na carta que receberam não estava especificado o porquê do fechamento de suas contas. Já os responsáveis pela mesquita criticaram a decisão e disseram que a atitude "faz parte de uma campanha de islamofobia contra grupos de ajudam muçulmanos no Reino Unido".

    Em dezembro de 2012, a Finsbury Park abrigou o extremista Abu Hamza al-Masri, considerado culpado em um julgamento em Nova York por apoiar terroristas.

    Essa não é a primeira vez que o banco toma uma atitude de fechar contas de clientes considerados "de risco". Em agosto de 2013, o HSBC de Londres fechou contas de mais de 40 embaixadas e consulados estabelecidos no Reino Unido. Ele é a mesma instituição que precisou pagar às autoridades norte-americanas uma multa de US$ 1,9 milhão (R$ 4,2 milhões) por ter sido considerado culpado em ajudar em atividades de lavagem de dinheiro de cartéis de narcotráfico. (ANSA)

Tags: banco, conta, hsbc, medida, religião

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.