Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Internacional

Papa Francisco pede união de cristãos

Agência ANSA

 O papa Francisco voltou a cidade de Caserta nesta segunda-feira (28), na Itália, para um encontro com fieis e representantes da Igreja evangélica da Reconciliação. No encontro com os protestantes, o Papa ressaltou a importância da unidade entre os cristãos de diferentes religiões.

    "O Espírito Santo fez a diversidade na Igreja. A diversidade é muito bonita e, o mesmo Espírito Santo, fez também a unidade.

    Assim, a Igreja é uma só na diversidade e, para usar uma palavra bonita, uma diversidade reconciliante. O Espírito Santo é harmonia, harmonia na diversidade", falou para cerca de 350 evangélicos locais. Ele ainda declarou que a união é "fundamental" entre os cristãos e "é um mandamento de Cristo". Segundo o Pontífice, "é preciso buscar algo novo para superar as diferenças entre as Igrejas cristãs" e que elas "não nasceram separadamente".

    O Papa pediu para os evangélicos ajudarem as pessoas que sofrem com a pobreza de espírito. "Na estrada da unidade é muito bom tocar na carne de Cristo, andar nas periferias onde estão tantos irmãos que precisam de Deus, que tem fome, mas não de pão e sim, fome de Deus. Não podemos pregar um Evangelho intelectual: o Evangelho é verdade, amor e beleza", disse o líder dos católicos.

    Ele ainda solicitou aos presentes que sejam atuantes como cristãos, afirmando que "não entende como um cristão pode ficar parado, já que um cristão tem que caminhar". "Há cristão que caminham na presença de Jesus, mas em certos momentos caminham sem a presença Dele. Isso porque são cristãos que confundem caminhar com dar voltas, são errantes. Há esses falta esperança", falou.

    Francisco aproveitou o momento para pedir perdão pela perseguição que católicos fizeram contra os protestantes ao longo da história. "Entre aqueles que perseguiram e denunciaram os protestantes, quase como se fossem pessoas que estragaram a raça humana, havia também católicos. Eu, como pastor dos católicos, peço-vos perdão por aqueles irmãos e irmãs católicos que não vos entendiam e foram tentados pelo demônio", discursou o Papa.

    No sábado (26), o papa Francisco esteve na mesma cidade e discursou diante de 200 mil pessoas. O local tem forte influência da máfia Camorra e o Papa pediu que "esta linda terra precisa de coragem para dizer não a toda forma de corrupção e ilegalidade". A região também é assolada por uma crise social e econômica grave. 

Tags: CONFLITO, guerra, igreja, pontífice, pronunciamento

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.