Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

Internacional

Líder do Hamas diz que só haverá paz com fim do cerco a Gaza

Agência ANSA

O líder do Hamas, Khaled Meshaal, disse estar disposto a "coexistir" com os judeus, cristãos e árabes, mas não com um Estado que ocupa territórios dos outros, apontou em entrevista.    

Em diálogo com o apresentador Charlie Rose, da CBS, Meshaal disse que "não somos fanáticos. Não somos fundamentalistas. Não combatemos os judeus porque são judeus. Não combatemos as outras raças. Combatemos aqueles que ocupam".    

De acordo com ele, quando Israel se comprometer a se retirar de Gaza, quando tiverem Jerusalém como capital e o retorno dos refugiados, "então teremos paz".

O porta-voz militar israelense Peter Lerner, por sua vez, disse que o grupo "claramente usou o cessar-fogo para se reorganizar e planejar ataques maiores".    

Israel pediu hoje para que os residentes de Sajaya e Al-Zaytun abandonem imediatamente suas casas e se dirijam para a parte central de Gaza, provavelmente por conta de novos bombardeios.    Do lado palestino, ao menos sete crianças morreram em um ataque contra um campo de refugiados em Shati, no norte de Gaza, informaram fontes palestinas. O Exército israelense acusou grupos armados pela autoria do ataque.

Tags: crise, guerra, israelenses, PALESTINOS, política

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.