Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Internacional

Para Renzi, chegada de Concordia marca 'novo início'

Agência ANSA

Após deixar a Ilha de Giglio na semana passada, a embarcação Costa Concordia, que naufragou em janeiro de 2012 deixando mais de 30 mortos, chegou na manhã deste domingo, dia 27, ao Porto de Gênova, onde será desmanchada. O premier da Itália, Matteo Renzi, que acompanhou a chegada do barco em Gênova, disse que este "é um novo início que carrega no coração uma dor que não irá cicatrizar".    

Sobre a manobra, considerada de extrema dificuldade, Renzi disse que isso "nos dá esperança sobre o que somos [os italianos] capazes de fazer". O primeiro-ministro declarou anteriormente que os italianos deveriam ter orgulho da operação, por que ela "não era fácil". "Gênova era a única opção para garantir que o desmanche do Concordia acontecesse na Itália", explicou Renzi. Calcula-se que serão necessários 22 meses para desmontar o navio, que naufragou na costa italiana. Pelo menos mil pessoas e 53 empresas irão participar da operação.    

Em janeiro de 2012, o Concordia colidiu contra uma rocha nas proximidades da Ilha de Giglio e naufragou, provocando a morte de 32 pessoas. Um dos corpos permanece desaparecido.

Tags: capitão, Costa, itália, naufrágio, Navio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.