Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Internacional

Após EUA, italianos também deixam a Líbia

Agência ANSA

Os violentos enfrentamentos registrados na Líbia, que resultaram na morte de quase 100 pessoas até o momento, causaram a retirada de 100 italianos do país, um dia após os Estados Unidos esvaziarem sua representação diplomática na região.    

A Chancelaria italiana dispôs um plano "para dar proteção aos compatriotas nas zonas de mais perigo", como apontou um comunicado oficial.    

Estão sendo registrados violentos enfrentamentos entre grupos extremistas do Ansar Al Sharia e forças ligadas ao ex-general Khalifa Haftar, que lançaram uma operação para "eliminar" os terroristas. Pelo menos 97 pessoas foram mortas e 400 feridos ficaram feridas desde 13 de julho, calculam as autoridades locais. 

Tags: confrontos, grupos, islâmicos, líbios, mortes

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.